Como entender e configurar o CNAME Flattening

O CNAME Flattening permite que um registro CNAME seja criado para o domínio raiz sem violar as especificações de DNS.


Como funciona o CNAME Flattening

De acordo com as especificações de DNS (RFCs), um domínio não pode ter um registro CNAME e outro registro DNS de um tipo diferente se ambos os registros compartilharem o mesmo nome. Os RFCs de DNS também exigem que um registro MX corresponda a um registro A relacionado e não a um CNAME. Isso se torna problemático quando você precisa de um CNAME para seu domínio raiz (por exemplo, um CNAME de exemplo.com para exemplo.herokuapp.com), mas também precisa de outro tipo de registro DNS no domínio raiz, como, por exemplo, um registro MX para entrega de e-mails.

De modo geral, a situação mencionada acima teria problemas para receber e-mails. No entanto, o CNAME Flattening garante que a cadeia de CNAMEs seja seguida até um registro A ou de AAAA de modo a permitir a entrega de e-mails e, ao mesmo tempo, continuar cumprindo as RFCs de DNS. As respostas de CNAME são armazenadas em cache e os TTLs do DNS são respeitados.

O CNAME Flattening continua funcionando se o registro CNAME do DNS correspondente estiver com uma “nuvem cinza” no aplicativo de DNS do painel da Cloudflare.

Como alterar as configurações do CNAME Flattening

O CNAME Flattening não pode ser desativado. Por padrão, os domínios são configurados para achatar os registros CNAME apenas no domínio raiz.

Os domínios dos planos Pro, Business e Enterprise podem aplicar o CNAME Flattening aos CNAMEs do domínio raiz ou a todos os CNAMEs no âmbito do domínio. Para achatar todos os CNAMEs do domínio, selecione Achatar para todos os CNAMEs do menu suspenso de CNAME Flattening dentro do aplicativo de DNS do painel da Cloudflare.

Os clientes de Free plans só podem achatar CNAMEs no domínio raiz.

Recursos relacionados

Não encontra o que precisa?

95% das perguntas podem ser respondidas usando a ferramenta de pesquisa. Essa é a maneira mais rápida de obter uma resposta.